domingo, 24 de maio de 2009

Filhos de Corá. Esquecendo o passado e vivendo uma nova história!

Transformando o fracasso em vitória!
Tx. Nm 16.1-7, 31-35. Nm 26.10,11

A rebelião de Corá é um dos episódios mais tristes da Bíblia. Exemplo de fracasso e derrota, porém, em meio a esta situação, Deus preserva os filhos de Coré, e os põe para louvar no Templo, como símbolo da misericórdia e amor de Deus.

1 – Uma triste rebelião. Nm 16.1,2

A – Perfil dos rebeldes. Nm 16.2:
- Príncipes da congregação
- respeitados nas solenidades
- homens de posição;
- Segundo Flávio Josefo, Coré e seus seguidores eram homens respeitados também pela grande riqueza que possuíam.

B- O mentor da rebelião: Coré ( ou Corá)
- Coré era filho de Jizar. Nm 16.1
- Jizar era filho de Coate. Êx 6.18: “E os filhos de Coate: Anrão, e Izar, e Hebrom, e Uziel...”
- Coate era um dos três filhos de Levi. Êx 6.16 : “E estes são os nomes dos filhos de Levi, segundo as suas gerações: Gérson, e Coate, e Merari...”
- Como levita, Coré já servia no tabernáculo. Nm 16.9,10.
- Coré e Moisés eram primos de 1º grau.
- Já Datã e Abirão eram da tribo de Rúben, e reinvidicavam o governo civil.

C- Motivos da rebelião.
- Inveja,
- Acusaram Moisés e Arão de se exaltarem diante do povo. Nm 16.3
- Acusaram Moisés de não levá-los a Terra Prometida, chamando o Egito de “terra que mana leite e mel”. Nm 16.13,14. O coração de Coré ainda estava no Egito!
- Queriam o governo civil de Moisés e religioso de Arão, dizendo que todo Israel era santo e capaz de exercer tais atividades. O fato de serem santos, não quer dizer que sejam escolhidos para o ministério. Não está acontecendo isto também em nossas igrejas? Nm 16.3
- O maior motivo, excluindo todos os pretextos, era a busca por poder e exibicionismo!

2 – Os resultados da rebelião. Nm 16.5-7

- Apresentaram-se perante o Senhor com incensários e incensos acesos,
- O desafio de Moisés: como prova de que Deus estava com ele, Coré não morreria de uma morte comum. Nm 16.29-30,
- Desceram vivos ao sepulcro (Sheol), com todos os seus bens. Nm 16.31-32. “Foram sepultados vivos!”
- Os outros 250 homens foram consumidos pelo fogo do Senhor. Nm 16.3. Josefo escreve que nunca se tinha visto fogo tão ardente, e que tais homens foram consumidos até não restar nada de seus corpos.
- Com os incensários foram feitas lâminas para recobrir a arca, como sinal a Israel. Nm 16.38.

3 – Em meio a este fracasso, surge uma prova do amor de Deus. Nm 26.10,11.

Ao fazer o censo do povo para guerra, chega-se a tribo de Rúben e lembra-se do incidente de Datã e Abirão, citando os filhos de Coré.

“MAS OS FILHOS DE CORÉ NÃO MORRERAM” Nm 26.11

- Quem eram os filhos de Coré? Êx 6.24: “E os filhos de Coré: Assir, e Elcana, e Abiasafe...”
- 1 Cr 6.31-32: “Estes são, pois, os que Davi constituiu para o ofício do canto na Casa do Senhor, depois que a arca teve repouso. E ministravam diante do tabernáculo da tenda da congregação com cantares, até que Salomão edificou a Casa do Senhor em Jerusalém; e estiveram, segundo o seu costume, no seu ministério.”
-Elcana, um dos filhos de Coré, foi antepassado de Samuel, não seu pai, de onde surgiu os músicos que serviam na Casa do Senhor. 1 Cr 6. 36-37 : havia um cantor de nome Hemã ...“...filho de Elcana, filho de Joel, filho de Azarias, filho de Sofonias, filho de Taate, filho de Assir, filho de Ebiasafe, filho de Coré.”

4 – Como ficaram esses sobreviventes?

- Ficaram sem parentesco. Nm 16.32. Sem. Para os judeus, a genealogia é de grande valor; prezam pelas origens.
-Ficaram sem sua herança, seus bens materiais. Nm 16.32-33,
- Sua família era lembrada como um mau exemplo, até mesmo depois de muito tempo! Jd 11: “Ai deles! Porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Corá.”
- Humanamente falando, era motivo de vergonha e fracasso! Se fôssemos alguns de nós, prefeririam ter morrido também, mas eles estavam no templo, louvando ao Senhor!

5 – Os filhos de Corá escreveram uma nova história em sua existência! Não se prenderam ao passado!

A – Serviram no templo. 1 Cr 6.31-37
B- Escreveram pelo menos 12 dos 150 Salmos, entre eles:
- Salmo 42.1,2: “Como o cervo anseia pelas correntes da águas, assim suspira a minha alma por Ti ó Deus. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando entrarei e me apresentarei ante a face do Senhor?”
- Salmos 44.23: “Desperta, ó Senhor! Por que dormes? Acorda! Não nos rejeites para sempre.”
Salmos 45: Salmo messiânico que retrata o casamento de Cristo com sua igreja.
-Salmos 46.1 : “ Deus é nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.”
- Salmos 48.1: “Grande é o Senhor e mui digno de louvor, na cidade do nosso Deus, no seu monte santo.”
- Salmos 48.9: “Lembramo-nos, ó Deus, do teu constante amor no meio do teu templo.”
- Salmos 48.14: “Pois este Deus é o nosso Deus para todo o sempre; Ele será nosso guia até a morte.”
- Salmos 49: Expressa o grande valor de uma alma. Nem mesmo o dinheiro de fazendas poderia comprá-la.

CONCLUSÃO: Isaías 42.3: “A cana ferida não quebrará, e não apagará o pavio que fumega.”

37 comentários:

  1. gostei do esboço e pelo autorização para utiliza-lo.

    ResponderExcluir
  2. glória a Deus por esse estudo se puderem me abençoar estou estudando sobre as 3 famílias que Davi intituiu p/ louvar a Deus se tiverem esse estudo mande-me por favor meu e mail é
    silvanamel_@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. muito bom hoje eles ainda estão em nosso meio atraves de testemunhos atuais

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo post!
    Gostaria de reproduzir o texto com os devidos créditos.

    ResponderExcluir
  5. Ótimo texto, só nao entendi bem a frase: "O fato de serem santos, não quer dizer que sejam escolhidos para o ministério Não está acontecendo isto também em nossas igrejas?" faço o seguinte comentário: pois a Palavra nos exorta a sermos santos. A condição de Santo que Coré apresentava não vinha de Deus, mas sim da rebeldia instalada no seu coração. Essa é a santidade dos homens, a que vem de Deus devemos buscá-la em qualquer ministério, pois o ministério é Dele somos instrumentos em suas mãos todos nós. Deus o abençôe no seu Ministério.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns por seu trabalho, e que DEUS continue a abençoá-lo em sua linda missão.

    Rodrigo Stoppa Cândido

    ResponderExcluir
  7. A Honra do Sacerdócio Real Eterno do Puro Amor.

    Os homens que são do mundo pensam grande e em quantidade, mas o Santo Único Deus Espírito Vivo Eterno Amado de Puríssimo Amor pensa Gigante mas com poucos, pois Preciosidades Raríssimas, Incorruptíveis, os Verdadeiros Puros Amores Confiáveis são Impagáveis eternamente e não são fáceis de se acharem em quaisquer lugares, por isso o Santo Altíssimo tem um Lugar de Honra para esses espíritos Vivos, o Sacerdócio Real Eterno para Prevalecerem em Todo o meu Império Magnífico Maravilhoso no Santo Reino Puro da Vida Cósmica, com o Novo Mundo Lindo Indescritível que é a Nova Jerusalém Celestial e com muita Alegria e muito Amor faço isso por Todos Eles os meus Abençoadíssimos Queridos, Graças ao Meu Santíssimo Fiel Senhor da Minha Vida que Amo, Jesus Cristo.

    "No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor." - 1João 4:18

    "Não temas, ó pequeno rebanho, porque a vosso Pai agradou dar-vos o Reino." - Lucas 12:32

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Deus abençoe......por acaso o salmo 84 tem alguma coisa haver com os filhos de corá.....

    ResponderExcluir
  10. Muito bom, usarei como ferramenta em uma de minhas mensagens....Deus abençoe!!

    ResponderExcluir
  11. ÒTIMO COMENTARIO QUE DEUS O ABENÇOE, VOU ESTUDA-LO MAIS A FUNDO PARA VER SE EXTRAIO MAIS ALGUMA INFORMAÇÃO

    Pb. Mario Augusto Pedro
    Ass. Deus - Ministério do Belem
    Setor 03 - Lapa
    Congregação de Parque Maria Domitila
    e-mail: ma-pedro@ig.com.br

    ResponderExcluir
  12. Á alguns anos fiz uma pregação como esta, é interessante ver a semelhança com tudo o que falei. Mostra que há um mesmo Deus agindo por meio da sua palavra, em todos os que estão disponíveis!! O Efeito na igreja foi maravilhoso! É muito interessante assistir a reação das pessoas, confortadas pelas experiencias narradas por um ser semelhante a eles! Somente Deus teria poder de conduzir pessoas á um sentimento de esperança oriundo da expressão humana elucidada pela palavra Divina!

    ResponderExcluir
  13. GRAÇA E PAZ SERVO DO ALTISSIMO, QUE DEUS TE ABENÇÓE .MUITO BOM,FORTE ABRAÇO,Pr,BARBOSA

    ResponderExcluir
  14. Não consigo compreender como se pode conciliar os ensinamentos de Cristo, filho de Deus, e que divulgava a Sua palavra, o Seu sacerdócio, ensinamentos estes que a todo instante, em todos os gestos e ações, falam de amor ao próximo, de perdão, de compreensão, com histórias como essa e tantas outras onde Deus mata, castiga, extermina, aniquila, ou pior ainda, dá "às suas tribos" a missão de fazê-lo. Não consigo conciliar estes dois momentos distintos de Deus, não há como acreditar que se trata do mesmo Deus. Não entendo como existem pessoas que usam estes acontecimentos terríveis para louvar ao Deus do amor.

    ResponderExcluir
  15. Caro anônimo,

    O que muita gente não aceita de Deus é que ele não só é amor, como também justiça. Veja o que Deus disse a Caim: "Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo" (Gênesis 4:7).
    Quando Deus preparou o povo de Israel para Si, Ele lhe deu a Sua lei para que o povo pudesse eliminar o mal do seu meio, com sanções aos infratores e sacrifícios pelo pecado. Moisés declarou ao povo de Israel: "Vê que proponho, hoje, a vida e o bem, a morte e o mal; se guardares o mandamento..." (Deuteronômio 30:15). O bem está identificado com vida, assim como o mal com morte como lemos em Provérbios 11:19: "Tão certo como a justiça conduz para a vida, assim o que segue o mal, para a sua morte o faz."

    João 3.16 diz que o amor de Deus pelo pecador foi tão grande que ele entegou o próprio filho para morrer pelos seus pecados. Portanto, até mesmo a morte de Jesus na cruz é uma expressão não só do amor, mas também da justiça de Deus.

    Samuel Eudóxio

    Obs. Da próxima vez fique a vontade para se identificar.

    ResponderExcluir
  16. Não sou o anônimo.Chamou-me a atenção no seu comentário os "dois momentos distintos de Deus" em que ele não consegue harmonizá-los dentro de si.Soa complicado.Na mesma linha de raciocínio pergunto ao nobre Ev Samuel Eudóxio:Como você explicaria o último verso do salmo 137"Feliz aquele que pegar em teus filhos e der com eles nas pedras" esse verso é também...."theopneustos"? Fico grato pela resposta.

    ResponderExcluir
  17. Como o Deus de Amor inspira(theopneustos"alguém assim:"Feliz aquele que pegar os teus filhos e der com eles nas pedras"Salmo 137.9.Explique.Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Francisco Mascarenhas,

      Bom tê-lo aqui no blog.

      Quanto a expressão "dois momentos distintos de Deus", ela não foi postada por mim, mas por um anônimo, e a minha opinião está abaixo da postagem dele. Sobre Salmos 137.9 devemos levar em consideração alguns pontos, quais sejam:

      1 - Foi escrito na dispensação da Lei

      2 - Quando da instituição da Lei, na Aliança Mosaica, Deus deixou para Israel:

      A - Os Mandamentos - Êx 20. Os 10 Mandamentos, a lei moral que expressa a vontade de Deus.

      B - Os Estatutos - Êx 21.1 a 23.33 - a interpretação e a aplicação dos 10 Mandamentos em forma de Estatutos, ou Ordenações, que constituíram a Lei Civil, promulgada pelo próprio "Rei".

      C - As Instruções religiosas concernentes ao tabernáculo. Êx 25.1 a 31.18

      3 - Nem todo texto do AT pode ser visto como normativo; a descrição de determinados fatos não os tornam normas.

      4 - Na Lei Civil estava determinado inclusive a Pena Capital: "darás vida por vida, olho por olho, dente por dente" (Êx 21.23,24)

      5 - Salmos 137.9 foi escrito dentro de um contexto cultural onde se aplicavam as Leis Civis de Êx. 21.1 - 23.33, portanto a lei do "olho por olho" ainda não estava revogada.

      6 - Os judeus estavam sofrendo as mesmas atrocidades expressas em Sl 137.9, portanto o salmista estava defendendo o "olho por olho, dente por dente".

      7 - É perfeitamente aceitável que o salmista estava inspirado por Deus quando escreveu o referido Salmos, mesmo porque o autor da grande maioria deles, Davi, era um guerreiro que tinha em uma das mãos uma espada e na outra uma harpa para adorar a Deus.

      8 - O texto fala da justiça retributiva divina dada aos babilônios imperialistas.

      9 - Por outro lado devemos nos lembrar que muito da teologia do AT é ultrapassada. Jesus deixou claro que estava trazendo uma mensagem complementar e superior em relação à antiga aliança. Se não entendermos isso, voltaremos ao legalismo farisaico tão questionado por nosso Senhor.

      10 - Nunca nos esqueçamos que vingança e guerra não são valores cristãos. Muito pelo contrário, a Nova Aliança nos ordena amar os nossos inimigos e orar pelos que nos perseguem.

      Espero ter alcançado a expectativa do nobre companheiro, lembrando que sou um eterno aprendiz.

      Excluir
  18. Parabéns pelo excelente esboço reverendo...Deus continue o abençoando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado querido irmão. Visitei a página da COMEJE. Parabéns pelo belo trabalho. Que Deus continue lhes abençoando em tudo.

      Excluir
  19. o Profeta Samuel era descendente de Coré.

    ResponderExcluir
  20. Pastor bem esclarecedor seu estudo sobre a família de coré.pequenos tópicos que se transformam em um grande aprendizado,parabéns Deus o abênçõe,tudo que procuro sobre essa família está aqui em seu esboço maravilhoso.

    ResponderExcluir
  21. Obrigado meu irmão. Ore por mim, para que a porta da Palavra sempre esteja aberta.

    ResponderExcluir
  22. Amei as postagens e me edificou muito Deus o abençoe e lhe conceda mais e mais tempo para investir no estudo da Bíblia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo incentivo! Continue orando por mim e família.

      Excluir
  23. Parabéns Évora. Samuel EUDOXIO que estudo maravilhoso que DEUS em Cristo TE ABENÇOEi '. foi edificada com este Estudo mais uma vez. Parabéns .

    ResponderExcluir
  24. Luzia Dos Santos Oliveira 04 de julho de 2014 09:11
    Muito feliz pois hoje ou levantar o Senhor me falou OS FILHOS DE CORÁ.
    Ainda não tinha estudado realmente sobre essa historia ,fiquei maravilhada , realmente podemos encontrar coisas boas na internet. Obrigada Senhor. Sou apenas filha do Deus vivo e amante da sua palavra.

    ResponderExcluir
  25. Respostas
    1. Amém minha irmã!!!

      Que a irmã e família sejam ricamente abençoadas também!

      Excluir
  26. Queridos,

    Fico feliz por cada irmão que é edificado em nossa página..

    Que a Palavra de Deus continue sendo luz para os seus caminhos...

    ResponderExcluir